sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

COLHEITA DA UVA É BENEFICIADA PELAS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DO ESTADO



O Centro Estadual de Meteorologia (CemetRS) publicou nesta sexta-feira (31) seu boletim semanal especial sobre a situação das principais culturas de primavera-verão do Rio Grande do Sul. A publicação também oferece a previsão meteorológica para o período de 31 de janeiro a 6 de fevereiro. O documento destaca que esta semana foi marcada pelas altas temperaturas e distribuição irregular de chuvas pelo Estado.

As precipitações foram mais expressivas nas regiões da Campanha, Extremo Oeste e na Zona Sul, com os maiores volumes de chuva registrados em Jaguarão (118,8 mm), Chuí (91,8 mm), Caçapava do Sul (83 mm) e Encruzilhada do Sul (72,4 mm). Tais condições meteorológicas tiveram consequências para algumas culturas de verão, em especial para a colheita a uva.

Videiras 
 
A colheita da uva, em várias regiões do Estado, tem sido beneficiada pelas altas temperaturas do ar e baixos volumes de chuva registrados. Para a cultura da videira, especialmente na região da Serra Gaúcha, o excesso de precipitação pluvial na etapa de maturação das uvas tende a antecipar a colheita.

Esta prática, adotada pelos viticultores para evitar perdas decorrentes do desenvolvimento de doenças nos cachos (especialmente podridões), diminui a qualidade das uvas destinadas à agroindústria. Atualmente, os baixos volumes de chuva registrados na região no período têm favorecido a colheita das uvas no ponto ótimo.

Quer saber maiores informações sobre cultivo de outras plantas? 
Leia a notícia completa!!!!! 

Clique na imagem abaixo:

http://goo.gl/QlZVIt


Fonte: www.estado.rs.gov.br
Texto: Elaine Pinto



PORTO DE MARIEL: ENTENDA MAIS SOBRE AS NEGOCIAÇÕES ENTRE BRASIL E CUBA

Um misto de ignorância e má fé tem servido, nos últimos dias, como base de um discurso bastante disseminado nas redes sociais dando conta de que, via BNDES, o governo brasileiro teria “doado” 682 milhões de dólares a Cuba.

É um típico caso de contrainformação montado para, justamente, utilizar incautos como massa de manobra. Por isso, vale a pena uma explicação básica sobre o tema.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, como o próprio nome diz, é um banco. Não doa nada, empresta. A diferença é que o BNDES é um banco a serviço do Brasil, do povo brasileiro, dos interesses do País, aqui e no exterior.

Em Cuba, o BNDES financiou 682 milhões de dólares de um total de 957 milhões de dólares para a construção do Porto de Mariel, há 45 quilômetro de Havana. Isso corresponde a 85% do valor para as obras do porto. O gastos restantes serão feitos pelo governo cubano.

Como parte da negociação, o BNDES acordou com Cuba que 802 milhões de dólares do total de gastos previstos para o empreendimento serão gastos no Brasil, na compra de bens e serviços comprovadamente brasileiros.

Com essa medida, empresas brasileiras terão participação garantida na construção do maior porto da América Latina, o que significa dizer geração de empregos e divisas para o País.

No dia 27 de janeiro, a presidenta Dilma Rousseff esteve em Cuba para, ao lado do presidente Raúl Castro, garantir mais essa parceria com o país irmão do Caribe.

Vale lembrar que o BNDES não libera os recursos de uma vez, mas sempre de acordo com o andamento das obras, a partir da análise de cada fase da construção.

Esses repasses são feitos de acordo com a cotação diária do dólar, por isso o montante total é estimado em moeda americana, embora o reembolso do BNDES seja feito em reais.

Então, antes de cair na conversa mole de quem torce contra o Brasil, lembre-se:

O BNDES nada mais é do que um banco, mas um banco especial, nosso, do Brasil, um parceiro financeiro que viabiliza também obras internacionais para garantir mais e melhores investimentos para o País.

O resto é boato.

--
Equipe Facebook


Fonte: Dilma Rousseff 
https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff 



Postado por:


Adm. Luana Bravo Diniz
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica
Gestão, Comunicação e Marketing
Email: comunicacaoiarapt@gmail.com

ABERTA AS INSCRIÇÕES PARA O INGLÊS SEM FRONTEIRAS!!!!!!!





O que é o IsF?


O Programa INGLÊS SEM FRONTEIRAS foi elaborado a partir da necessidade de se aprimorar a proficiência em língua inglesa dos estudantes universitários brasileiros, com o objetivo de proporcionar-lhes oportunidades de acesso a universidades de países anglófonos por meio do Programa Ciência sem Fronteiras. Para atender tal demanda, suas ações incluem a oferta de cursos a distância e cursos presenciais de língua inglesa, além da aplicação de testes de proficiência.

Essa iniciativa possui um escopo ainda mais abrangente. Fruto do trabalho conjunto entre o Ministério da Educação (MEC), a Secretaria de Educação Superior (SESu) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), seu principal objetivo é incentivar o aprendizado do idioma inglês e propiciar uma mudança abrangente e estruturante no ensino de idiomas estrangeiros nas universidades do País.

Quem pode participar?



Estudantes de graduação e de pós-graduação stricto sensu de instituições de ensino superior públicas e privadas, sendo que a participação em cada uma das ações do programa dependerá do perfil de cada aluno, como destacado abaixo:

1. Os alunos de graduação de áreas elegíveis ao CsF das universidades federais contempladas com os Núcleos de Línguaspoderão participar de todas as ações do programa IsF: acesso ao My English Online (MEO), participação em aplicações de exames de proficiência e acesso aos cursos presenciais ofertados pelo NucLi de sua instituição, desde que ativos no MEO. Os alunos das universidades federais que são Centros Aplicadores oficiais poderão fazer parte das demandas de aplicação internas da própria IES, quando anunciado em edital do Programa IsF.

2. Alunos de graduação de todas as áreas do conhecimento de outras instituições públicas poderão participar do MEO e da aplicação de testes de proficiência.

3. Alunos de graduação de todas as áreas do conhecimento de instituições privadas poderão participar do MEO, desde que tenham obtido pontuação igual ou superior a 600 no ENEM.

4. Alunos de pós-graduação stricto sensu de instituições públicas e de instituições privadas que tenham seus programas credenciados pela CAPES poderão participar do MEO.

5. Alunos e profissionais que se candidatem ao Programa Ciência sem Fronteiras, e a outros programas da CAPES/CNPq, que incluam em seus editais o exame TOEFL ITP,com agenda prevista para aplicação, terão direito a realizá-lo sem custo.

 Para maiores informações acesse:  http://isf.mec.gov.br/

Fonte: Dilma Rousseff; Porta do MEC.



Adm. Luana Bravo Diniz
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica
Gestão, Comunicação e Marketing
Email: comunicacaoiarapt@gmail.com

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Saibam como solicitar uma informação Pública do Estado




 
 
Você sabe como solicitar uma informação pública do Estado? É muito simples:

Acesse o site
www.centraldocidadao.rs.gov.br e preencha o formulário de Requerimento de Informações. O sistema irá fornecer um número para comprovar o cadastro e em até 30 dias você terá retorno.

PROGRAMA BRASILEIRO DE INCLUSÃO UNIVERSITÁRIA

BOLSA DE ESTUDO

Maior programa brasileiro de inclusão universitária, o #Prouni oferece também oportunidades de formação acadêmica no exterior.

Este ano, estudantes de baixa renda aprovados com no mínimo de 600 pontos no #Enem2013 e selecionados pelo Prouni poderão concorrer a 20 bolsas para cursar graduação na Universidade de Salamanca, na Espanha.

As inscrições devem ser realizadas pelo portal da Capes até 8 de março. Os resultados saem em abril.

Saiba mais: http://bit.ly/1gj16BO


                                   
Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

ATENÇÃO: INCRIÇÕES ABERTAS PARA O PRÉ-VESTIBULAR GRAUITO DO GOVERNO DO ESTADO



O candidato interessado em concorrer a uma vaga no curso pré-vestibular gratuito do Governo do Estado já pode se inscrever. Até o dia 14 de fevereiro, as inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site: http://www.renapsi.org.br/pod/
O curso é oferecido pela Secretaria de Justiça e dos Direitos Humanos (SJDH), através do Programa de Oportunidades e Direitos (POD), a estudantes de baixa renda e que estejam cursando ou tenham concluído o Ensino Médio em escolas públicas.

São 2 mil vagas em todas as regiões do Estado, e não há limite de idade para ingressar no curso. No site, constam os documentos necessários e o formulário de inscrição, que o candidato também deverá entregar nos locais onde funcionará o projeto. Os endereços para o envio da documentação serão informados no próprio site na próxima semana. As aulas terão início no dia 10 de março.

Criado pela SJDH 2011, o pré-vestibular do POD chega, em 2014, a 28 cidades. O curso tem foco nos vestibulares das universidades federais, mas prepara também para o ENEM e possui uma equipe técnica que assessora os alunos na obtenção de bolsas e benefícios em instituições particulares, como o Prouni e o Fies. A partir deste semestre, o curso será executado pela Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi).

De acordo com o secretário da Justiça e dos Direitos Humanos, Fabiano Pereira, o pré-vestibular do POD representa uma oportunidade de crescimento através da educação. "É um projeto de alta qualidade, que conta com professores experientes e uma excelente equipe técnica. O POD foi criado com a ideia de que, se gerarmos as oportunidades, as pessoas aproveitam e crescem. E o pré-vestibular é justamente isso: uma ferramenta de crescimento e realização de sonhos", afirma Fabiano.

Cidades onde o pré-vestibular do POD está presente: 

Agudo, Alvorada, Bagé, Cachoeira do Sul, Canoas, Caxias do Sul, Esteio
Frederico Westphalen, Gramado, Ijuí, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Pelotas, Porto Alegre,  Salto do Jacuí, Santa Maria, Santana do Livramento, Santiago, São Gabriel, São Leopoldo, São Luiz Gonzaga, São Pedro do Sul, São Sepé, Sapiranga Tramandaí, Três Passos, Tupanciretã e Viamão.

Texto: Gabriel Gabardo
Fonte:Governo do Estado
http://goo.gl/CmTEV7



Adm: Luana Bravo Diniz
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica
Gestão, Comunicação & Marketing

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

CANAL DA VEREADORA IARA NO YOUTUBE

Acesse o YouTube e assista ao vídeo com o discurso da Vereadora Iara na Audiência Pública sobre o VALE ALIMENTAÇÃO dos servidores públicos municipais!!!!!!


Clique na imagem abaixo e veja o vídeo:





Fique pode dentro do mandato da Vereadora!!!!!

Em breve maiores informações!!!!!



Adm. Luana Bravo Diniz 
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica
Gestão, Comunicação e Marketing
Email: comunicacaoiarapt@gmail.com
 

ARTIGO: O junho que nos desafia (por Tarso Genro).

ARTIGO: O junho que nos desafia (por Tarso Genro).

http://goo.gl/4MNEyz

"Penso que até agora foram insuficientes as análises feitas pela esquerda -de todas as origens, inclusive as anarco-socialistas- sobre os movimentos de junho do ano passado, como seguramente esta também o será. Uma parte da área acadêmica, por outro lado, com o apoio da “grande mídia”, apressou-se em espasmos de júbilo. Já etiquetavam positivamente os movimentos que estavam “começando um novo Brasil”, reverenciando um possível fracasso do projeto político que vem dirigindo o país desde 2002. Quando as ruas se voltaram também contra eles, passaram a ser mais cautelosos: recolheram a sua clientela de classe média para o recesso dos seus bares e dos seus lares."

| Foto: Ramiro Furquim/Sul21-  fonte / Sul 21.




E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

Minha Casa Minha Vida.

UM LAR PRA CHAMAR DE SEU

É um desejo de todos nós, certo?

Graças ao #MinhaCasaMinhaVida, mais de 1,5 milhão de famílias realizaram o sonho da casa própria.

No programa Café com a Presidenta de hoje, Dilma Rousseff destacou que, só no seu governo, foram contratadas 2,240 milhões de casas, muitas delas já entregues.

Além destas, ainda foi contratada a construção de mais 1,7 milhão de moradias. Até o fim do ano, o governo vai contratar mais 510 mil casas e cumprir a meta de 2,750 milhões de lares.

No total, foram investidos 200 bilhões de reais para realizar o sonho da casa própria dessas famílias.

Veja outros detalhes sobre o Minha Casa Minha Vida:http://bit.ly/1fhq1mi





Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com


terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Novos Cursos!

NOVOS CURSOS

A partir de agora, o profissional que quiser continuar a estudar após concluir a faculdade tem mais opções para se qualificar.

O Ministério da Educação reconheceu 24 novos cursos de pós-graduação que serão ofertados em universidades federais e estaduais de mais de dez estados brasileiros.

Entre os cursos, estão Inovação Farmacêutica e Biotecnologia e Inovação em Saúde.

Confira a relação completa de cursos e onde se matricular:http://bit.ly/M3FcEU

#MaisEducação







Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

Mais Médicos.


Mais Médicos!

Assistência médica a quem mais precisa.

Com este intuito, o #MaisMédicos selecionou 2.891 novos profissionais para integrar o terceiro ciclo do programa.

São mais 891 profissionais com registro ou diploma reconhecido no Brasil e no exterior, além de dois mil médicos cubanos, que chegam amanhã ao Brasil.

Os 891 profissionais da seleção individual prestarão atendimento em 412 municípios e em oito distritos indígenas. Os brasileiros começam em 3 de fevereiro e os cubanos e demais estrangeiros, a partir de 5 de março.

Com a inserção dos novos profissionais no programa, o Brasil passa a contar com 9,5 mil médicos atendendo populações em situação de vulnerabilidade.

Saiba mais: http://bit.ly/1clMCxt






Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

CATADORES DO BRASIL.


CATADORES DO BRASIL

Até agosto de 2014, o governo federal acabará com os lixões de todo o país.

Mas as famílias de catadores de materiais recicláveis que encontravam nestes espaços o seu sustento não serão prejudicadas.

Por meio de busca ativa realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome em parceria com governos estaduais e prefeituras, as famílias de catadores estão sendo inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Com o cadastro, famílias em situação de vulnerabilidade e risco social poderão acessar e serem beneficiadas por programas como o Bolsa Família e outros nas áreas de saúde, educação, moradia, capacitação profissional e inclusão produtiva.

#AssistênciaAQuemPrecisa

Saiba mais: http://bit.ly/1eVuedb





                   Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts


                                        E-mail para contato:  comunicacaoiarapt@gmail.com

BRASIL SEM MISÉRIA.

BRASIL SEM MISÉRIA

Os pagamentos do #BolsaFamília de janeiro já começaram a ser feitos. Este mês, o governo federal vai repassar cerca de 2,1 bilhões de reais para 13,8 milhões de famílias em todo o País.

Para saber em que dia sacar seu dinheiro, o beneficiário deve ficar atento ao último algarismo do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão.

As famílias com cartões terminados em “1” recebem no primeiro dia do calendário de pagamento, os terminados em “2”, no segundo dia e assim por diante.

Saiba mais: http://bit.ly/1aqJ12m




                    Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?ref=ts&fref=ts

                                        E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

sábado, 25 de janeiro de 2014

8,32 no piso salarial dos professores.



Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Mais empregos!

Em um tempo em que milhões de trabalhadores estão sendo demitidos em outros países devido as crises financeiras, os empregos formais crescem no Brasil.

Em 2013, o saldo líquido de geração de postos de trabalho com carteira assinada no País foi de 1.117.171, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho.

A maior parte dessas vagas foram criadas no setor de serviços com 546.917 postos abertos. A indústria de transformação também cresceu com 126.359 contratados no ano passado, contra 86.406 em 2012.




Veja os números: http://bit.ly/1aKSc8n



Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

Programa gaúcho de microcrédito para ressocialização de detentas.

R$ 1 milhão do Programa Gaúcho de Microcrédito para RESSOCIALIZAÇÃO de detentas!

Cristian Adriana do Carmo, que já fez o curso de cozinheira e está se especializando em doces, acredita numa nova#oportunidade: "De governo em governo a gente só escuta promessas, agora é um fato. Vou aproveitar essa segunda chance."

ASSISTA ao VÍDEO: http://youtu.be/0MgrrLaYwrk





Fonte: Governo do Estado / https://www.facebook.com/GovernodoRS?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com



quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

5,2 milhões para as mulheres do RS.

Em 2013, a Secretaria de Políticas para as Mulheres do RS executou mais de R$ 5,2 milhões em ferramentas para PROTEÇÃO e formação educacional e profissional das mulheres. A gestão do governador Tarso Genro já apresenta 270% de CRESCIMENTO em investimentos. http://goo.gl/Vcvw81

Além disso, também caíram os índices de violência contra as mulheres em 2013. http://goo.gl/A1XEmJ

Secretaria da Segurança Pública - SSP/RS
| SPMulheres





Fonte: Governo do Estado / https://www.facebook.com/GovernodoRS?fref=ts

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

‘A sociedade em seu conjunto terá de mudar, porque é ela quem autoriza, hoje, a barbárie policial'

‘A sociedade em seu conjunto terá de mudar, porque é ela quem autoriza, hoje, a barbárie policial'


A desmilitarização da polícia, uma das bandeiras das jornadas de junho, sempre foi uma das principais de Luiz Eduardo Soares, especialista em segurança pública, professor da UERJ e antropólogo. Nesta entrevista, o autor de mais de 20 livros, entre eles Tudo ou Nada, Elite da Tropa e Cabeça de Porco, explica o motivo de sua defesa, e aponta que este é apenas oprimeiro passo para o caminho árduo de construção de uma sociedade "efetivamente democrática e comprometida com o respeito aos direitos humanos". Luiz Eduardo foi um dos principais elaboradores da PEC-51 - recentemente apresentada pelo senador Lindbergh Farias (PT/RJ) - que visa, segundo ele, reformar o modelo policial.

Nós temos uma polícia e um corpo de bombeiros que é militar. Você há muito tempo defende a desmilitarização. Por quê?

Considero a desmilitarização das polícias indispensável e a dos bombeiros absolutamente conveniente, ainda que essa mudança não seja suficiente. Mesmo porque nossas polícias civis não têm menos problemas do que as militares. Em primeiro lugar, é preciso saber o que significa, para uma polícia, ser militar. No artigo 144 da Constituição, significa obrigá-la a copiar a organização do exército, do qual ela é considerada força reserva. O melhor formato organizacional é aquele que melhor permite à instituição cumprir suas finalidades. Finalidades diferentes requerem estruturas organizacionais distintas. Portanto, só faria sentido reproduzir na polícia o formato do exército se as finalidades de ambas as instituições fossem as mesmas. Não é o que diz a Constituição. O objetivo do exército é defender o território e a soberania nacionais. Para cumprir essa função, tem de organizar-se para realizar o pronto emprego, ou seja, mobilizar grandes contingentes humanos e materiais com máxima celeridade e rigorosa observância das ordens proferidas pelo comando. Precisa preparar-se para, no limite, fazer a guerra. Pronto emprego exige centralização decisória, hierarquia rígida e estrutura fortemente verticalizada. Nada disso se aplica à polícia militar. Seu papel é garantir os direitos dos cidadãos, prevenindo e reprimindo violações, recorrendo ao uso comedido e proporcional da força. Segurança é um bem público que deve ser provido universalmente e com equidade pelos profissionais incumbidos de prestar esse serviço à cidadania. Os confrontos armados são as únicas situações em que alguma semelhança poderia haver com o exército, ainda que mesmo nesses casos as diferenças sejam marcantes. Mas eles correspondem a menos de 1% das atividades que envolvem as PMs. A imensa maioria dos desafios enfrentados pela polícia ostensiva são melhor resolvidos com a adoção de estratégias incompatíveis com a estrutura organizacional militar. Refiro-me ao policiamento comunitário, os nomes variam conforme o país.




E em que sentido o policiamento comunitário distingue-se das ações militares?

Essa metodologia é inteiramente distinta do "pronto emprego" e implica o seguinte: o ou a policial na rua não se limita a cumprir ordens, fazendo ronda de vigilância ou patrulhamento ditado pelo estado-maior da corporação, em busca de prisões em flagrante. Ele ou ela é a profissional responsável por agir como gestora local da segurança pública, o que significa, graças a uma educação interdisciplinar e altamente qualificada: diagnosticar os problemas e identificar as prioridades, em diálogo com a comunidade, mas sem reproduzir seus preconceitos; planejar ações, mobilizando iniciativas multissetoriais do poder público, na perspectiva de prevenir e contando com o auxílio da comunidade, o que se obtém respeitando-a.



Para que haja esse tipo de atuação, é imprescindível valorizar quem atua na ponta, dotando essa pessoa dos meios de comunicação para convocar apoio e de autoridade para decidir. Há sempre supervisão e interconexão, mas é preciso que haja, sobretudo, autonomia para a criatividade e a adaptação plástica a circunstâncias que tendem a ser específicas aos locais e aos momentos. Qualquer profissional que atua na ponta, sensível à complexidade da segurança pública, ao caráter multidimensional dos problemas e das soluções, ou seja, qualquer policial que atue como gestor ou gestora local da segurança pública, deve dialogar, evitar a judicialização sempre que possível, mediar conflitos, orientar-se pela prevenção e buscar acima de tudo garantir os direitos dos cidadãos. Dependendo do tipo de problema, mais importante do que uma prisão e uma abordagem posterior ao evento problemático, pode ser muito mais efetivo iluminar e limpar uma praça, e estimular sua ocupação pela comunidade e pelo poder público, via secretarias de cultura e esportes. Os exemplos são inúmeros e cotidianos. Esse é o espírito do trabalho preventivo a serviço dos cidadãos, garantindo direitos. Esse é o método que já se provou superior. Mas tudo isso requer uma organização horizontal, descentralizada e flexível. Justamente o inverso da estrutura militar. ‘E o controle interno?', alguém arguiria. Engana-se quem supõe que a adoção de um regimento disciplinar draconiano e inconstitucional seja necessária. Se isso funcionasse, nossas polícias seriam campeãs mundiais de honestidade e respeito aos direitos humanos. Eficazes são o sentido de responsabilidade, a qualidade da formação e o orgulho de sentir-se valorizado pela sociedade. Além de tudo, corporações militares tendem a ensejar culturas belicistas, cujo eixo é a ideia de que a luta se dá contra o inimigo. Nas PMs, tende a prosperar a ideia do inimigo interno, não raro projetada sobre a imagem estigmatizada do jovem pobre e negro. Uma polícia ostensiva preventiva para a democracia tem de cultuar a ideia de serviço público com vocação igualitária e radicalmente avessa ao racismo.




A militarização da polícia justifica o seu comportamento? Uma vez desmilitarizada, qual seria o passo seguinte, uma vez que a corporação será a mesma?



Como disse, respondendo à primeira pergunta, desmilitarizar é apenas uma das mudanças indispensáveis. Isolada, cada uma delas será insuficiente. E não nos iludamos: toda reforma institucional da segurança pública será somente um passo numa caminhada mais longa e difícil, rumo à construção de uma sociedade efetivamente democrática e comprometida com o respeito aos direitos humanos, na qual a justiça mereça o nome que tem. A sociedade em seu conjunto terá de mudar, porque é ela quem autoriza, hoje, a barbárie policial, aplaudindo execuções, elegendo políticos que defendem o direito penal máximo e governos que acionam a violência do Estado. As transformações, um dia, terão de incluir a legalização das drogas, que considero uma mudança fundamental. No momento, contudo, o que está em questão, e com máxima urgência, é salvar jovens negros e pobres do genocídio, é acabar com as execuções extra-judiciais, as torturas, a criminalização dos pobres e negros, é reduzir o número inacreditável de crimes letais intencionais, é suspender o processo de encarceramento voraz, que atinge exclusivamente as camadas sociais prejudicadas pelas desigualdades brasileiras, é sustar a aplicação seletiva das leis, que vem se dando em benefício das classes sociais superiores, dos brancos, dos moradores dos bairros afluentes de nossas cidades. Portanto, nada de idealizações ao avaliar as reformas propostas. O que não significa que cada passo não seja de grande relevância e mereça todo empenho de quem se sensibiliza com a tragédia nacional, nessa área, tão decisiva e negligenciada.



Historicamente, tivemos momentos que a luta pela desmilitarização da polícia aparece, como na promulgação da Constituição de 1988. Por que ela não aconteceu?


Não houve comprometimento suficiente das forças mais democráticas, a sociedade não se mobilizou, os lobbies corporativistas das camadas superiores das polícias se mobilizaram, as forças conservadoras se uniram e funcionou a chantagem dos antigos líderes da ditadura, em declínio, mas ainda ativos.

Nas jornadas de junho de 2013, e em seus desdobramentos, a brutalidade policial, que era e continua a ser cotidiana nos territórios populares, chegou à classe média e chocou segmentos da sociedade que antes ignoravam essa realidade ou lhe eram indiferentes. A esperança reside na continuidade dos movimentos sociais, que adquiriram novo ímpeto, e em sua capacidade de pautar esse debate e incluí-lo na agenda política. Não vai ser fácil. Mas tampouco será impossível. Abriu-se para nós, pela primeira vez, uma temporada de frestas.




Existem diversos projetos em tramitação para a desmilitarização da polícia: um proposto pelo senador Blairo Maggi, outro do ex-deputado Celso Russomanno, e o mais recente proposto pelo senador Lindbergh Farias, sob sua consultoria, a chamada PEC-51. No que eles se diferenciam?



Há mais de 170 projetos no Congresso Nacional propondo a reforma do artigo 144 da Constituição. Vários incluem a desmilitarização. Nenhuma proposta de emenda constitucional é tão ousada e completa quanto a PEC-51. Nenhuma incorporou 25 anos de militância, experiência, debate e pesquisas, ouvindo profissionais das polícias e da universidade, operadores da justiça e protagonistas dos movimentos sociais, e buscando o denominador comum. Isso não significa unanimidade. Há interesses contrariados e haverá resistências corporativistas, assim como posições ideológicas em oposição. Entretanto, o envolvimento de muitos movimentos, inclusive de policiais, já indica seu potencial para construir um consenso mínimo e sensibilizar a sociedade. 70% dos profissionais da segurança querem a mudança, como pesquisa de que participei demonstrou, em 2010. Não necessariamente querem a mesma mudança, mas o reconhecimento da falência do modelo atual é, em si mesmo, significativo.



Você ajudou a formular a PEC -51. Como foi isso e quais são as expectativas?


A PEC-51 visa reformar não apenas as PMs, desmilitarizando-as, mas o próprio modelo policial, atualmente baseado na divisão do ciclo do trabalho policial: uma polícia investiga, outra faz o trabalho ostensivo-preventivo. Pretende também instituir carreira única em cada polícia e transferir aos estados o poder de escolher o modelo que melhor atenda suas peculiaridades, desde que as diretrizes gerais sejam respeitadas. Hoje, em cada estado, as duas polícias, civis e militares, na verdade são quatro instituições ou universos sociais e profissionais distintos, porque há a polícia militar dos oficiais e dos não-oficiais (as praças), a polícia civil dos delegados e dos não-delegados como, por exemplo, os agentes, detetives, inspetores, escrivães etc. A PEC propõe que o ciclo de trabalho policial seja respeitado e cumprido em sua integralidade, por toda instituição policial. Ou seja, toda polícia deve investigar e prevenir. Propõe também a carreira única no interior de cada instituição policial. E propõe que toda polícia seja civil. A transição para o novo modelo, caracterizado pelo ciclo completo, a carreira única e a desmilitarização, uma vez aprovada a PEC, dar-se ia ao longo de muitos anos, respeitando-se todo direito adquirido de todos os trabalhadores policiais, inclusive, é claro, dos que hoje são militares. O processo seria conduzido pelos estados, que criariam suas novas polícias de acordo com suas necessidades. A realidade do Acre é diferente de São Paulo, por exemplo. A transição seria negociada e levada a cabo com transparência e acompanhamento da sociedade. As polícias seriam formadas pelo critério territorial ou de tipo criminal, ou por combinações de ambos. Um exemplo poderia ser o seguinte: o estado poderia criar polícias - sempre de ciclo completo, carreira única e civis - municipais nos maiores municípios, as quais focalizariam os crimes de pequeno potencial ofensivo, previstos na Lei 9.099; uma polícia estadual dedicada a prevenir e investigar a criminalidade correspondente aos demais tipos penais, salvo onde não houvesse polícia municipal; e uma polícia estadual destinada a trabalhar exclusivamente contra, por exemplo, os homicídios. Há muitas outras possibilidades autorizadas pela PEC, evidentemente, porque são vários os formatos que derivam da combinação dos critérios referidos.



Por Viviane Tavares (Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio/Fiocruz), em janeiro de 2014.

Fonte: http://www.epsjv.fiocruz.br/index.php?Area=Entrevista&Num=78&Destaques=1

Postado por: Bruno Pedroso / Assessoria Técnica.

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Mais 10 mil casas para o povo gaúcho!

Sabia que um convênio com o #GovernoFederal vai viabilizar a construção de cerca de 10 mil casas? Para isso, o Governo gaúcho vai investir de R$ 30 milhões.

Garantir MORADIA digna para a população faz a diferença!

Leia mais: http://goo.gl/z5XZcA

Secretaria do Estado de Habitação e Saneamento - Sehabs





Fonte: https://www.facebook.com/GovernodoRS?fref=ts


Postado por :  Bruno Pedroso / Assessoria Técnica.

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

Novo SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL é sancionado pelo governador Tarso Genro.

Novo SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL é sancionado pelo governador Tarso Genro.

Com REAJUSTE de 12,72%, a faixa I do novo piso será de R$ 868,00 (era R$ 770) e uma nova faixa no valor de R$ 1,1 mil foi criada. O novo valor referencial deve injetar cerca de R$ 1,3 bilhão na #economia do #RS e abranger cerca de 1,2 milhão de trabalhadores.

Confira os valores: http://goo.gl/0BMmUu




Fonte: Governo do Estado

Postado por: Bruno Pedroso / Assessoria Técnica.

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com


PROGRAMA FORRAGEIRAS DE INVERNO - 2014 SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO RS



A Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), através do Programa Leite Gaúcho, disponibilizou a 3ª edição do PROGRAMA FINANCIAMENTO DE SEMENTES DE FORRAGEIRAS INVERNO.

As manifestações de interesse das cooperativas, associações e sindicatos para acessar o financiamento devem ser enviadas ao Departamento de Agricultura Familiar da SDR até dia 10 de fevereiro de 2014.
O objetivo do programa é disponibilizar linha de crédito via Financiamento/FEAPER, para aquisição de sementes forrageiras a serem utilizadas na formação de pastagens, aumentando a produção, a produtividade, melhorando a qualidade do leite e dos rebanhos de corte nos estabelecimentos de base familiar. 

Veja os documentos necessários participar do programa e os prazos para manifestação de interesse!!!!

Clique na imagem abaixo: 

http://www.sdr.rs.gov.br/conteudo.php?cod_conteudo=4642&cod_menu=9





Adm. Luana Bravo Diniz
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica 
Gestão, Comunicação & Marketing
Email: comunicacaoiarapt@gmail.com

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

COMBATE À TORTURA

COMBATE À TORTURA

A ditadura militar causou sofrimento a milhares de brasileiros e brasileiras, entre outras razões, por ter institucionalizado a tortura como método de inquisição de presos políticos. Uma das mais conhecidas vítimas dessa barbárie é a presidenta Dilma Rousseff.

Este triste período da história do Brasil chegou ao fim, em 1985, mas a prática abominável da tortura persiste até hoje.

Para combater essa praga que ofende os direitos humanos, o governo federal regulamentou, este mês, o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (SNPCT).

O programa, vinculado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, é direcionado especialmente a pessoas privadas de liberdade em presídios, delegacias, instituições socioeducativas, hospitais psiquiátricos e asilos.

Por meio desta iniciativa, peritos realizarão visitas periódicas a estes espaços e, caso sejam observadas violações de direitos humanos, as instituições responsáveis serão denunciadas e terão um prazo para mudar a situação.

‪#‎BrasilContraATortura‬




Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts


Postado por: Bruno Pedroso / Assessoria Técnica.

E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

REMÉDIO DE GRAÇA: Saúde Não Tem Preço.

REMÉDIO DE GRAÇA

O nome do programa é autoexplicativo: #SaúdeNãoTemPreço.

Ao completar três anos de existência, a iniciativa beneficiou 18 milhões de pessoas com medicamentos para hipertensão e diabetes.

Esse número é 20 vezes maior que a quantidade de pessoas que tinham acesso a esses remédios antes da gratuidade.

No programa Café com a Presidenta de hoje, Dilma Rousseff lembrou que a distribuição gratuita de medicamentos para essas doenças foi um compromisso assumido quando ainda era candidata à Presidência.

Desde 2012 o Saúde Não Tem Preço alcançou 1,2 milhão de pessoas com remédio de graça para a asma.

Confira a entrevista na íntegra: http://bit.ly/LGtD6Q








                                Fonte: DilmaRousseff / https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff



                                             Postado por: Bruno Pedroso / Assessoria Técnica.

                                          E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com






segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Microcrédito Gaúcho!

Desde 2011, o Programa Gaúcho de Microcrédito liberou R$ 266,6 milhões em 43.198 operações!

São 393 municípios que já possuem #estrutura para apoiar os interessados em acessar o financiamento.

Leia mais: http://goo.gl/HDf4nq




                    Fonte: Governo do Estado / https://www.facebook.com/GovernodoRS?fref=ts


                                             Postado por: Bruno Pedroso /  Assessoria Técnica.

                                          E-mail para contato: comunicacaoiarapt@gmail.com

DEPUTADO BOHN GASS EM SANTIAGO

Na manhã desta terça- feira, estará em Santiago, o Deputado Federal, da bancada do Partido dos Trabalhadores,  Elvino Bohn Gass.
Bohn Gass é defensor, assim como a Vereadora Iara, da agricultura familiar.
Autor do projeto de lei que criou a Política Estadual de Fomento à Pecuária Leiteira, valoriza e trabalha em prol dos pequenos agricultores.
O Deputado é, também, autor do projeto que criou o Plano Safra Estadual para que os órgãos estaduais pudessem planejar a política agrícola no Rio Grande do Sul.
Valoriza o trabalho dos extensionistas e o fortalecimento da EMATER. Como deputado, auxiliou na destinação de verbas federais para que o funcionamento da empresa fosse garantido.
Uma de suas áreas de atuação é a busca de recursos federais para a criação de novas agroindústrias e o aprimoramento das que já existem no estado.
O Deputado estará no São João Palace Hotel, recebendo a militância do PT a partir das 7h da manhã, estendendo-se até às 9h, e após fará visita ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Clique na imagem e leia mais sobre o mandato do deputado!
 
http://www.bohngass.com.br/bohngass/





Adm. Luana Bravo Diniz
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica
Gestão, Comunicação e Marketing
Email: comunicacaoiarapt@gmail.com

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

VEREADORA IARA PARTICIPA DE EVENTO EM JAGUARI

A vereadora Iara, esteve na cidade de Jaguari, na noite de ontem, para acompanhar o ato de assinatura do convênio de prestação de assistência técnica da EMATER, junto aos produtores de uvas da região do Vale do Jaguari. 

O convênio realizado contribuirá para alavancar o crescimento e desenvolvimento da viticultura na região do Vale do Jaguari.
 
Na ocasião, estavam presentes diversas lideranças regionais, bem como a presença do Secretário de Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi.

Após o ato de assinatura do convênio, realizado no '' Chapadão'', os convidados participaram de um jantar de confraternização no bairro Santa Rosa, em Jaguari. 

 O Secretário de Estado,  Mainardi, falou sobre programas e projetos que estão sendo desenvolvidos pela secretaria e trouxe questões pontuais sobre a importância da militância dentro do PT.  Alguns companheiros fizeram o uso da palavra, entre eles, o presidente do Partido dos Trabalhadores, Chico Mattos. 

São 33 anos de história de um partido democrático, popular e socialista que soube unir setores diferentes da esquerda democrática.

No evento, estavam presentes, companheiros da cidade de Cacequi, Jaguari, Santiago e Unistalda. 


Veja algumas fotos:


 
Secretário Mainardi, acompanhando o mandato da vereadora Iara.

Presidente do PT de Santiago, Chico Mattos, Sec.Luiz Fernando Mainardi e Ver. Iara Castiel.

Chico Mattos, Mainardi, Iara Castiel e Sedinei Rodrigues, prefeito em exercício do Município de Jaguari e presidente do COREDE.


Acompanhe o mandato através das redes sociais!!!!!

Participe, opine, critique!!!!



Adm. Luana Bravo Diniz 
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica
Gestão, Comunicação e Marketing
Email: comunicacaoiarapt@gmail.com


REUNIÃO COM PROFESSORES FORMA COMISSÃO PARA TRATAR SOBRE EDITAL DE CONCURSO DA PREFEITURA

Na tarde de ontem, foi realizada uma reunião para dialogar sobre o edital do concurso aberto para professores, o qual não contempla os formados e formandos do curso de magistério.

A reunião teve a participação dos vereadores da bancada do PT, Iara Castiel e Sérgio Marion, o vereador Miguel Bianchini, representantes do Sindicato dos Funcionários Municipais, Escola Prof. Isaías e demais professores. 

A vereadora Iara, falou sobre questões legais, envolvendo o edital e sobre informações relacionadas a LDB - LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL. 

Após explanações e manifestações dos presentes, formou -se uma comissão para tratar exclusivamente deste assunto com o poder executivo. 

A comissão ficou assim formada:

VEREADORES: IARA CASTIEL, SÉRGIO MARION E MIGUEL BIANCHINI
SINDICATO DOS FUNCIONÁRIOS MUNICIPAIS: MARISA OURIQUE E JÚLIO PRATES
ESCOLA PROF. ISAÍAS : PROF. JÚLIO CÉSAR NUNES DE LIMA 
DEMAIS PROFESSORES: MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, CELESTE RAMOS DE OLIVEIRA, SUELI TERESINHA BRANDOLF E HOSANA PORTO


Os representantes reunirão-se  na segunda- feira com o prefeito em exercício, Antonio Carlos Cardoso Gomes, às 10h na prefeitura. 

Em breve, publicaremos maiores informações. 

Abaixo,veja alguma fotos da reunião: 











Adm. Luana Bravo Diniz 
CRA/RS: 040777
Assessoria Técnica
Gestão, Comunicação e Marketing
Email: comunicacaoiarapt@gmail.com